terça-feira, 24 de maio de 2016

Magda, a ansiosa


leusa.santos@gmail.com


Magda estava decidida. Daquele dia não passava. Completara 40 anos há duas semanas, mas, de tão ansiosa, já estava na crise da meia-idade. Precisava fazer terapia. Já fazia acupuntura, aromaterapia, tomava florais, mas queria “Jung na veia”. Queria conhecer o seu "self", a sua consciência na totalidade, e não ficar apenas com o ego, a ponta do iceberg. Com certeza teria muito trabalho a fazer. E a necessidade estava cada vez maior porque, aos 40, não tinha casado e nem tido filhos. A vida profissional ia morna e a sentimental, cheia de atropelos e de carinhas que não queriam nada mais do que “curtir”. A conta emocional de Magda não estava fechando. Tinha que buscar ajuda. Ou melhor, mais ajuda.

Criou coragem e pegou o telefone:

- Consultório da Dra. Marta, bom dia!

- Bom dia! Gostaria de marcar uma consulta com a doutora Marta. Disse uma Magda ansiosa.

- Pois não... É a primeira vez?

- Com ela ou com terapia?

- [?] Tanto faz, senhora...

- Em tudo. Nunca fiz uma terapia. Estou com 40 anos e preciso urgentemente fazer as sessões. Não sei o que vai ser de mim nos próximos anos, da minha cabeça, dos descendentes que eu não tive, das promessas que não cumpri...

- Senhora? Interrompeu a secretária.

- O que foi?

- Temos vaga amanhã às quatro da tarde.

- Ótimo! Ótimo! Pode marcar! Pode marcar!

No outro dia:

- Doutora, eu nem sei por onde começar...

- O que lhe incomoda atualmente? Perguntou a psicóloga:

- O que pesa mesmo é o passado...

Uma semana depois:

- Doutora, eu vim hoje para lhe dizer que não quero mais continuar. Disse uma Magda aflita.

- Por quê? Perguntou a psicóloga.

- É muita coisa para dar conta! Eu não vou conseguir dialogar com os meus eus!

- Mas isso te incomoda?

- Claro!

- Por quê?

...
Dez anos depois:

- Nem sei como lhe agradecer, doutora Marta!

- Não precisa, fizemos um ótimo trabalho!

- Fizemos?

- Sim!

- E agora? O que eu vou fazer com os meus 50 anos? Não estou preparada para entender que provavelmente terei menos de 50 anos de vida!

- E isso te incomoda?

- Sim!

- Por quê?

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário